A Silver Peak lançou em agosto de 2015 o Unity, um serviço de otimização de links, que entre outros recursos permite o uso de diferentes tipos de links simultaneamente nas bordas e centro da rede (permite "mixar" MPLS, Internet, 4G, satélite, etc), e além disto apresenta roteamento inteligente para reduzir a latência entre a empresa do cliente e as instalações de seu provedor de nuvem, garantindo sempre o melhor caminho.

Para substituição dos links MPLS, a solução conta com uma unidade virtual ou física que é instalada no centro e nas bordas, e que aceita diferentes tipos de links plugados ao mesmo tempo, permitindo a definição de políticas de QoS para o uso concomitante dos mesmos. Por exemplo, pode-se determinar balanceamento, ou dividir tráfego de acordo com sua importância sobre o link de menor latência, menor perda, maior banda disponível, etc.




Para usuários de soluções em nuvem, outra novidade é que a implantação do software da Silver Peak em data centers e centros de interconexão em nuvem gera a chamada “estrutura Unity” – uma sobreposição de redes para controlar e acelerar a conectividade. Cada ponto comunica-se com o software de Cloud Intelligence da Silver Peak que, por sua vez, reúne as informações sobre mudanças no provedor em nuvem e na latência da internet. Estes dados são utilizados pela organização para rotear o tráfego em nuvem pelo caminho ideal até os usuários.

Entre os benefícios, está o Advanced Exterior Routing, que identifica e direciona o tráfego para a saída mais próxima aos centros de dados em nuvem, enquanto o Advanced Interior Routing seleciona dinamicamente o melhor caminho a partir do monitoramento em tempo real de perda de dados, latência e largura de banda.

A comunicação acelerada da estrutura Unity é construída com segurança IPsec VPN, sem queda de desempenho, provendo criptografia com modelo de implantação simplificado.

A compactação de WAN e a deduplicação inspecionam todo o tráfego em tempo real, eliminando a transmissão repetitiva de dados, enquanto o Adaptive Forward Error reconstitui pacotes com erros em tempo real e o Packet Order Correction coloca-os novamente em sequência evitando retransmissões, elemento crucial quando cada pacote pode potencialmente tomar um caminho diferente em toda rede. 

Volta ao Topo